Macacão Sapão

Worry not, fear not, enjoy a lot!

Meus 6 filmes favoritos

Isso mesmo, nada de número redondo (5 ou 10). Já vi muitos… MUITOS filmes na minha vida, mais do que a média normal, garanto. E embora já tenha visto muitos filmes bons e/ou que gostei muito. Esses seis tem um lugar especial no meu coração. São filmes que podem até não ser perfeitos ou ter pessoas que torçam a cara para eles, mas foram filmes que me causaram uma sensação de “como é que eu posso ficar quieto aqui em casa se tal filme está lá no cinema agora?” e eu corria para o cinema.

Além disso, fazia tempo que eu não montava uma listinha e estava com saudades. Os filmes não estão em ordem de preferência nem em ordem de eu achar melhor ou coisa assim.

01 – Um Sonho de Liberdade (The Shawshank Redemption). Esse eu não vi no cinema, vi em video só; mas vi tantas vezes que, assim como os demais da lista, perdi a conta de quantas vezes já o assisti. Um dos melhores filmes sobre passar por dificuldades imensas, por um tempo gigantesco, e não perder a sanidade e (ainda mais difícil), a integridade. A fala do filme de que mais gosto: “Andy Dufresne… que atravessou um rio de merda e saiu limpo do outro lado”. Curiosidade… o filme é baseado num conto de Stephen King, que, para quem é famoso por escrever histórias de terror, fez um belíssimo conto dramático. Esse conto está no livro Quatro Estações, onde cada estação é um conto (alguns dos quais também viraram bons filmes). Recomendo também!

02 – Pulp Fiction (Pulp Fiction). Esse filme particularmente não me emocionou nem me ensinou nada para a vida, mas é muito, muito, muito, muito, muito, muito FODA! Esse eu pirei por pura empolgação mesmo, vi trocentas vezes. É engraçadíssimo, bem escrito, bem amarrado, bem atuado e bem dirigido, ainda considero o melhor trabalho do Tarantino (e todos os outros são bons). E a trilha sonora é perfeita, músicas excelentes escolhidas a dedo, difícil escolher a melhor… será Let’s Stay Together? Son of a Preacher Man? Ou a que chegou a fazer sucesso aqui na época, Girl, You’ll Be a Woman Soon? Não consigo escolher. Não tenho nenhum motivo especial pessoal para gostar tanto desse filme, apenas gosto. E gosto pura e simplesmente porque me diverte e é extremamente bem feito.

03 – Procurando Nemo (Finding Nemo) – A Pixar ainda não fez um filme ruim; e o que dizer ainda de Nemo? O filme é fantástico! Nem vou me desdobrar aqui para falar o quanto ele é bem feito e tudo, isso ele faz por si só. O que ele tem de bom é ser engraçadíssimo, ter uma das melhores personagens da história do cinema (A querida falante de baleiês sem memória Dory) e, sem fazer muito alarde… ser lindo e tocante! E eu já sou uma besta mesmo para filmes com histórias de pai e filho, aí me conquistou de vez. Sem falar na jornada pessoal pela qual o Marlin passa, é mais real e comovente do que muito dramalhão por aí. Ele (literalmente) aprende a “se jogar”. Coisa que eu tive que aprender não faz muito tempo ^^ Ah! E filmes da Pixar sempre vêm com uma ótima trilha e músicas que me conquistam fácil, a versão de Beyond the Sea do Robbie Williams que usaram nesse filme é uma delas.

04 – Moulin Rouge (Moulin Rouge) – Adoro musical, para começar. E essa é uma trilha que devo ter ouvido tantas vezes que não sei como não detonei o CD e a leitora dos meus sons. Mas o quente de Moulin Rouge é que ele me mostrou que estar apaixonado… é ser brega! Pense aí em todas as coisas bonitinhas que você já disse/pensou para a pessoa que ama. É piegas mesmo. E tem que ser. Todos ficam bobos quando estão apaixonados. No primeiro beijo deles no filme, a lua canta e estrelinhas aparecem cintilando em voltas dos dois. (Nesse link, a partir de 4:15) Quer coisa mais brega? E verdadeira? Vai dizer que você não fica besta de sentir coisas como “estrelas felizes saltitantes” (Meu Deus, que boiola!) quando está com a pessoa que ama? O amor é brega, e isso é legal. ^^

05 – WALL-E (WALL-E) – E Pixar consegue, de novo, fazer um filme fantástico. E, de novo, com a mesma simplicidade de sempre. WALL-E é um dos melhores filmes românticos que já vi e, em nenhum momento, ele apela para dramalhão ou cenas forçadas. É simplesmente lindo e cativante. A cena em que WALL-E e EVE “dançam” no espaço e depois com a narração do computador explicando o que é “dança” exemplifica tudo isso. Que raio de coração de pedra gelado sai incólume desse filme? Eu não consigo, mesmo que veja pela 92867ª vez.

06 – Corpo Fechado (Unbreakable) – Esse filme é um para o qual muita gente torce o nariz. Já eu gosto MESMO. Sempre gostei muito dessa história da jornada do herói, e melhor exemplificada do que está nesse filme, acho difícil. Sem contar o motivo do cara para, enfim, se tornar herói. É lindo, e inspirador. É a jornada de dois homens buscando suas identidades, uma jornada você acompanha, outra você só percebe no final, ambas são ótimas e bem tocadas. Gosto do jeito do Shyamalan (diretor) de contar histórias, mesmo que não concorde com algumas decisões dele, entendo o que ele quer; mas nesse filme tudo está lá do jeito que mais gosto. Sem contar como o filme é todo numa linguagem de histórias em quadrinhos, quem é fã pega algumas coisas, não de personagens famosos nem nada, mas de certas estéticas usadas no filme. Enfim, amo. Arrisco dizer que é meu favorito de todos até.

Advertisements

About Bruno Passos

Nerd, geek, brasiliense, amante de cachorros e cultura pop.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 06/02/2011 by in Filmes, Listas, Macacão Sapão and tagged , .
%d bloggers like this: